Vantagens e desvantagens de contratar alguém excessivamente qualificado

Quando as vagas são difíceis de preencher, pode ser tentador apenas contratar qualquer candidato simplesmente para que alguém faça o trabalho. Mas todos sabemos que contratar a pessoa errada pode acabar saindo caro no longo prazo.

O risco de contratar uma pessoa errada pode assumir muitas formas – ninguém quer contratar alguém que não seja capaz de realizar o trabalho, nem alguém que cause problemas interpessoais. Mas e quanto a contratar alguém que seja claramente capaz – tanto que provavelmente seja excessivamente qualificado para o papel em questão? Quais são os prós e contras da contratação de alguém com um nível de experiência que excede em muito os requisitos do trabalho?

Vantagens em contratar alguém excessivamente qualificado

Ampliação da base de talentos. Ao ter um processo de contratação que não exclui automaticamente candidatos potencialmente superqualificados, você está abrindo a possibilidade de ter uma maior qualidade como um todo em seu funil de talentos.

Criação de um caminho acelerado para futuras responsabilidades. Uma nova contratação com muita experiência estará bem posicionada para assumir posições crescentes na organização e assumir mais responsabilidades, o que pode ajudar com os planos de desenvolvimento de talentos na organização. O indivíduo pode ter facilidade para evoluir rapidamente para um papel mais sênior ou assumir mais responsabilidades de liderança.

Obtenção de um retorno mais rápido para a produtividade. Com mais experiência, o novo empregado deve atingir a plena produtividade muito mais rápido do que a média de novas contratações.

Redução dos custos de treinamento. Da mesma forma, o novo contratado pode precisar de menos treinamento quando começar.

Expectativas mais elevadas para o trabalho. Obter um maior nível de experiência para a vaga poderia significar que a pessoa terá maior capacidade de atingir seus objetivos rapidamente e conseguir mais na posição.

Redução da gestão necessária. Alguém com mais experiência vai precisar de menos envolvimento de seus superiores em seu dia a dia.

Aumente a estatura do papel. Trazer uma pessoa altamente qualificada é uma maneira de elevar o nível geral de talentos na organização. Com mais experiência, esta pessoa pode ter muitas ótimas ideias sobre como melhorar os processos. Além disso, ele ou ela pode trazer novos conhecimentos para a função e pode conseguir identificar oportunidades mais rapidamente.

Obtenção um rápido retorno do investimento. A organização pode obter um retorno rápido do investimento no novo funcionário. Esta nova pessoa pode ser capaz de fazer mudanças que melhorem os resultados de sua função mesmo depois que ela já tenha ido embora. Isso pode ajudar a compensar o risco de saída de curto prazo e a possibilidade do indivíduo exigir um pagamento mais alto.

Elevar toda a equipe. Seu empregado superqualificado pode ensinar coisas aos outros membros da equipe e ajudar a elevar o conjunto de habilidades de todo o grupo.

Desvantagens em contratar alguém excessivamente qualificado

O risco de rotação é alto. Existe o risco de que a pessoa em breve saia para um emprego para o qual ele ou ela é mais adequado.

O tédio também é um risco. Existe o risco de o novo contratado ficar entediado ou frustrado e ter uma influência negativa na moral ao longo do tempo como resultado.

O treinamento pode não ser tão simples como você gostaria. Se o indivíduo já tem muita experiência, ele ou ela pode ter métodos gravados em sua forma de trabalhar, tornando mais difícil se adaptar aos processos específicos de sua organização e, assim, levar mais tempo para treinar, em vez de menos.

Outros funcionários podem ficar cautelosos. Trazer alguém com excesso de qualificação pode causar ansiedade entre outros funcionários (ou mesmo o superior do novo empregado) se perceberem que a nova pessoa pode acabar substituindo os funcionários existentes.

A folha de pagamento pode ser esticada. Você pode ter que pagar mais pela posição do que pretendia originalmente, para trazer alguém com mais habilidades.

O conjunto de habilidades pode precisar de atualização. Mesmo com muita experiência, não há garantia de ter habilidades do candidato estejam atualizadas. O novo contratado pode não ser tão avançado em processos ou tecnologias mais atuais, e assim pode exigir ainda mais treinamento.

Se você se encontra na posição de considerar contratar alguém com excesso de qualificação, tome algum tempo para avaliar os riscos. Por exemplo, tente entender os objetivos do indivíduo. Essa pessoa está buscando progressão rápida na organização? Se sim, isso será possível?

Pergunte ao potencial novo funcionário o que ele ou ela está procurando no cargo. Isso é uma maneira de ganhar experiência em uma nova área, ou uma maneira de começar em uma nova empresa? Ou é apenas um papel temporário, enquanto o candidato continua procurando algo melhor? (Obviamente, ele ou ela nunca irá dizer esta última opção, mas perguntando o que o candidato está procurando neste papel, você pode ter uma idéia do quanto ele ou ela querem estar na empresa).

Depois de fazer essas perguntas, você pode começar a ter uma idéia de como o indivíduo vê o papel e se será será um ativo para a equipe a longo prazo.

Autora: Bridget Miller

Artigo publicado originalmente no site HR Daily Advisor