5 Questões fundamentais para iniciar o Planejamento Estratégico

Planejamento estratégico é uma competência da administração que auxilia gestores a pensar no longo prazo de uma organização. Alguns itens e passos cruciais para o plano estratégico são: missão, visão, objetivos, metas, criação de planos de ação e seu posterior acompanhamento.

A importância do planejamento estratégico

Para atingir qualquer objetivo, você precisa saber o que quer alcançar. Sem esse direcionamento sua empresa vai acabar navegando sem um norte e pode chegar a um lugar que não seja estratégico. Não pense que só as grandes empresas se beneficiam de um bom planejamento: micro e pequenos negócios também podem abrir vantagem contra seus concorrentes quando planejam e executam bem suas ações.

Quando começar a planejar

Muitas pessoas acham que existe um período específico no ano em que devem fazer seu planejamento, mas a verdade é que isso vai depender muito do ciclo da sua empresa. Imagine que você  tem uma indústria siderúrgica. Seu planejamento irá se concentrar em ações a  longo prazo, porque o cenário em que sua empresa está inserida não varia tanto de um ano para o outro. Geralmente, as indústrias planejam suas ações para ciclos de 2 a 5 anos. Agora imagine uma empresa de tecnologia que vivencia uma disrupção a cada 3 meses — seu planejamento terá que ser feito nessa mesma velocidade.

Check-list do planejamento

A primeira etapa do planejamento, depois de definir o ciclo do negócio, é reunir as pessoas que vão fazer o planeamento acontecer. Por mais que o engajamento de todos os colaboradores seja importante, nessa primeira etapa você deve chamar apenas aquelas pessoas que têm poder de decisão, como os diretores de áreas e gestores.

Depois de selecionar quem deverá participar do processo, é hora de sair um pouco do ambiente de trabalho. Durante a elaboração do planejamento, você e seu time vão precisar ter tempo para refletir sobre o futuro do negócio de forma mais profunda e isso só vai acontecer quando não há tarefas do dia a dia em paralelo.

Quando vocês se reunirem, o primeiro passo é fazer a “lista do Papai Noel”, ou seja, a lista dos desejos para o futuro da empresa. Pode ser desde “ter uma cultura mais colaborativa” até “aumentar nosso faturamento em X%”, o importante é todo mundo fazer essa lista individual e depois compartilhar com o grupo.

Uma dica é sempre ter a figura de um mediador que vai organizar os momentos e garantir que todos os pontos de vista sejam ouvidos. Depois dessa apresentação, você deve agrupar as ideias por “sonhos semelhantes” como tecnologias, pessoas etc. Por mais que a ação seja bem parecida com um brainstorm, você precisa ter uma boa descrição do que quer em cada objetivo.

Depois de ter tudo isso bem definido, é hora do segundo passo: entender o que impede sua empresa de atingir esses resultados. Seguindo pelo exemplo de ter uma empresa mais colaborativa, você deve pensar em quais barreiras estão impedindo que isso aconteça. Pode ser a arquitetura do seu escritório, por exemplo: às vezes seu time pode achar que aquele design de cubículos impede uma cultura mais colaborativa.

Aqui vale um alerta. Um erro muito comum na hora de levantar essas barreiras é cair no discurso de que “falta dinheiro” ou “faltam recursos”. O problema é que, quando você usa a palavra “falta”, seu cérebro vai automaticamente entender que não pode fazer nada sobre esse assunto, quando, na verdade, você pode mudar o cenário.

Veja as 05 questões que Peter Drucker, considerado o pai do Planejamento Estratégico sugere para iniciar o processo de planejamento estratégico na empresa:

  1. Qual é o nosso negócio (Missão?)Onde pretendemos chegar? Que resultados específicos desejamos? Quais são nossos pontos fortes e fracos? Será que nossa Missão precisa ser repensada?
  2. Quem é o nosso cliente? > Quem são os nossos principais clientes? [perfil, tipo, segmento] E quem são nossos clientes secundários? Os nossos clientes mudaram ultimamente? [suas preferências, perfil] Quais os clientes [perfil, tipo, segmento] que precisamos atrair ou descartar?
  3. A que nossos clientes atribuem valor? >O que nossos principais clientes valorizam? E os clientes secundários, o que eles percebem como valor em nossos produtos? Estamos conseguindo oferecer o que eles valorizam? Como poderemos utilizar o que nossos clientes valorizam para sermos mais eficazes? Que informação adicional precisamos?
  4. Quais são os nossos resultados? >O que são “resultados” em nossa organização? Até que ponto conseguimos obter esses resultados? Como estamos utilizando nossos recursos para obter esses resultados?
  5. Qual é o nosso plano?> O que aprendemos até aqui, e o que recomendamos [como direção a seguir e ponto de chegada]? Em que elementos vamos focar nosso esforço? Existe algo que deveremos fazer de um modo diferente do atual? Qual é nosso plano para atingir resultados? [Para cada gestor ou decisor: Qual é o meu plano para atingir resultados na minha área de responsabilidade?]. Quais são os objetivos a atingir? Qual é minha visão de futuro? Como vou fazer? Com quem vou fazer isso? Quanto vai custar? Como vou monitorar se estou no caminho certo depois de tomar as decisões?