5 indicadores de performance essenciais para o RH

RH é um departamento-chave para o sucesso de uma empresa, afinal, é ele que potencializa os esforços e resultados humanos. Mas para tomar decisões rápidas e de forma estratégica, precisa de bons indicadores de performance.

Para ficar mais claro, esses indicadores determinam como anda o desempenho de algumas atividades do RH, como a retenção dos funcionários ou a satisfação interna. Para mensurá-los, é preciso ter as informações demandadas e a fórmula certa.

Entendemos bastante sobre esse assunto e queremos ajudá-lo. Continue lendo e conheça os principais indicadores de performance e como calculá-los. Boa leitura!

1. Taxa de Turnover

Você já deve ter ouvido falar desse indicador, certo? Isso porque ele é um dos mais utilizados em todo o mundo, em grandes e pequenas empresas. O Turnover representa o percentual de funcionários que deixam a empresa em determinado período.

Seu cálculo é relativamente simples, basta ter informações sobre o número de funcionários desligados em 12 meses e o total de funcionários que atuaram nesse mesmo período. Veja:

Turnover = funcionários desligados nos últimos 12 meses / número total de funcionários do mesmo período

O resultado ideal pode variar bastante, de acordo com cada empresa, mas fica em torno de 5% de Turnover. Ao obter esse indicador, é possível saber se sua política de retenção está sendo eficiente ou se precisa ser melhorada!

2. Fator de absenteísmo Bradford

Mensurar o nível de absenteísmo dos colaboradores é algo crucial. Quando há excesso de faltas, toda a empresa é prejudicada. O trabalho se acumula para apenas algumas pessoas, o número de erros e problemas cresce de forma exponencial.

O fator de Bradford é o indicador que mede o nível de ausências não autorizadas no local de trabalho. Veja como calculá-lo:

Bradford = número de episódios de ausência x número de episódios de ausência x total de dias faltados

Imagine que um funcionário faltou 3 vezes no ano: uma falta de 1 dia, outra de 3 dias e a última de 6 dias (3 x 3 x 10). Nesse caso, o fator de absenteísmo seria de 60 pontos. O ideal é que o fator fique sempre abaixo de 250 pontos.

3. Retorno sobre investimentos (ROI)

São muitos os investimentos que o RH faz ao longo do ano, como a aquisição de novos softwares ou o treinamento da equipe, mas o que tem realmente gerado lucro para a empresa? Para responder a essa pergunta é preciso conhecer o ROI. Veja:

ROI = (retorno financeiro obtido – investimento feito) / investimento feito

Imagine que investiu 5 mil reais em um treinamento. Depois, observou um retorno financeiro de 20 mil reais. Ao aplicar o cálculo do ROI, observará que o retorno obtido foi de três vezes o valor investido (300%).

4. Nível de satisfação e lealdade dos funcionários

Funcionários satisfeitos são mais eficientes e produtivos. Mas como calcular a satisfação, algo tão abstrato? Para isso é possível usar o eNPS (Employer Net Promoter Score). Esse indicador consiste em duas perguntas-chave feitas ao colaborador. Veja:

  • De 0 a 10, o quanto indicaria nossa empresa como um bom lugar para trabalhar?
  • De 0 a 10, o quanto indicaria seu superior imediato como um bom líder?

Respostas entre 0 e 6 indicam funcionários detratores, que estão insatisfeitos com a empresa. Respostas entre 7 e 8 representam funcionários neutros. Respostas entre 9 e 10 representam funcionários promotores, que estão realmente satisfeitos.

5. Indicadores de recrutamento e seleção

Também é importante acompanhar os indicadores relacionados ao recrutamento e seleção de novos profissionais. Afinal, esse é um dos processos mais importantes para o RH. Confira algumas das métricas que podem ser acompanhadas nesse sentido:

  • custo médio por contratação;
  • tempo médio do processo;
  • percentual de vagas fechadas dentro do prazo;
  • turnover de contrações recentes (últimos 12 meses);
  • número de candidatos inscritos por vaga.

Ao aplicar essas dicas, você conseguirá excelentes indicadores de performance para balizar a tomada de decisão na sua empresa. Com isso é possível alcançar resultados cada vez maiores, implementando contínuas melhorias internas.

Caso precise de um suporte a Time Consultoria pode lhe auxiliar, entre em contato conosco.

Fonte: Meu mundo RH