05 razões para estruturar o organograma empresarial

Por muitos motivos é possível defender a importância da estrturação do organograma empresarial.

Puitas vezes, falta alinhamento ao longo do expediente de trabalho. Os funcionários não sabem exatamente quem é seu superior imediato, a comunicação interna é afetada e uma série de erros começa a surgir. Esse é um problema típico da falta de um organograma que estabeleça os papéis na empresa, agregando ordem ao que é feito.

Por causa desse e muitos outros problemas, é possível afirmar que o organograma é essencial à empresa. Ele não ajuda apenas a definir quem faz o que, mas também facilita o entendimento da estrutura organizacional e gera maior alinhamento ao trabalho. Existem muitos outros benefícios. Confira agora as principais vantagens para o seu negócio:

1. Facilita o entendimento dos níveis organizacionais

Mesmo nas empresas mais flexíveis, em que existe uma menor quantidade de cargos C-Level (isto é, de chefes), o entendimento de quem está no topo e na base da empresa é importante. Isso facilita o controle das tarefas e melhora a comunicação institucional.

De modo geral, há três principais níveis organizacionais:

  1. Nível estratégico — representado pela direção da empresa;
  2. Nível gerencial — representado por gerentes e chefes de equipes;
  3. Nível técnico — representado por analistas, técnicos e operários.

O organograma facilita o entendimento dos níveis organizacionais, permitindo, com certa facilidade, a identificação de quem está no topo, no meio e na base da empresa.

Mesmo nas empresas que rejeitam a ideia de hierarquia — como a Zappos, que adota o regime de holocracia —, quando há alguém no comando, geralmente mais experiente e competente, isso tranquiliza e gera credibilidade para quem está na base.

2. Melhora a comunicação interna empresarial

Outro benefício está na melhoria da comunicação interna. Quando cada liderado entende quem é seu superior, a relação e a própria comunicação podem melhorar. Parece algo simples, mas certamente não é. Em muitos negócios, falta o entendimento de quem é o superior imediato de cada profissional, o que causa conflitos internos.

A relação líder-liderado é essencial ao diálogo, pois os líderes transmitem informações do topo para a base da organização. Se essa relação não for adequada — e nem mesmo entendida, no caso da falta de um organograma —, é provável que a comunicação interna empresarial seja prejudicada, se tornando realmente disfuncional.

Veja também: Descubra porque a remuneração variável é uma excelente estratégia

3. Aumenta a produtividade diária

Em geral, o nível de produtividade das empresas é considerado baixo. Um estudo veiculado pela Exame afirma que apenas 39% do expediente é realmente produtivo, e todo o resto é perdido com atividades paralelas. Por sua vez, ao entrevistar 38 mil profissionais, a Microsoft descobriu que 17 horas semanais são perdidas por improdutividade.

Os motivos para a baixa produtividade são diversos, mas a falta de alinhamento dos profissionais e equipes é um dos principais. Quando a estrutura organizacional é bem delineada, a produtividade da equipe é afetada positivamente. Isso porque todos entendem seu papel e o que devem fazer para que o negócio seja bem-sucedido.

Ainda é possível destacar uma série de benefícios secundários, decorrentes do aumento de produtividade. Por exemplo: o aumento da economia por escala, a maior competitividade organizacional e a eficiência operacional diária. Um negócio produtivo é mais atraente, rentável e tem ampla capacidade de crescimento.

4. Otimiza o onboarding de novos talentos

O processo de onboarding consiste na integração de profissionais recém-contratados à empresa, permitindo que se sintam verdadeiramente parte da equipe. Para que esse processo seja bem-sucedido, é preciso apresentar a empresa, as equipes de trabalho, o superior imediato e a liderança da organização.

Em pequenas empresas, está tudo certo, pois toda a apresentação aos líderes pode ser feita em alguns minutos (afinal, são poucos). Mas, de acordo com o tamanho da empresa, há maior dificuldade em apresentar a liderança e explicar a estrutura organizacional, afinal de contas, tudo fica mais complexo. Sendo assim, é preciso do organograma.

Aqui, é preciso destacar que o organograma é uma importante ferramenta visual. Ele facilita o entendimento de toda a estrutura da empresa, algo de grande valor para o processo de onboarding. O talento pode entender quem é seu superior imediato, como é composta a liderança da empresa e quais cargos mais se relacionam com o seu trabalho.

Ajuda na construção da cultura de transparência e organização

A cultura representa o conjunto de crenças, hábitos e valores que são compartilhados dentro da empresa. Não há cultura certa ou errada, mas existem aquelas mais funcionais ao sucesso empresarial. Quando valores como transparência e organização são integrados à cultura, certamente, melhores resultados podem ser atingidos.

O organograma tem um forte peso nesse sentido. Com ele, cada talento se sente mais bem situado na empresa. De igual modo, entende que há transparência e organização na estrutura do trabalho. Mesmo os funcionários recém-contratados, integrados pelo processo de onboarding, conseguem entender e incorporar essa nova cultura ao dia a dia.

Por: Kenoby